Obra  que tem como objetivo a difusão de conhecimento técnico-científico em medicina veterinária do coletivo para a promoção da saúde coletiva, o manejo e o controle populacional de cães e gatos, a perícia veterinária, o ensino, a pesquisa e a atuação profissional.

A produção dessa obra é de grande importância para que seja possível a transformação de condições adversas e de vulnerabilidade, favorecendo a promoção da saúde coletiva, o bem-estar animal e o desenvolvimento sustentável.

Há duas décadas atrás surgia o conceito de posse responsável de animais de estimação. Em pouco tempo esse termo evoluiu para guarda responsável e em muitos locais fala-se da importância da senciência animal e da condição do animal ser sujeito de direito. Durante essa evolução surgiram e vem evoluindo cada vez mais a Medicina Veterinária do Coletivo e a Medicina Veterinária Legal.

Medicina Veterinária do Coletivo – fundamentos e práticas, de Rita de Cássia Maria Garcia, Néstor Calderón e Daniel Friguglietti Brandespim, é dividida em 6 seções,  e conta com a contribuição de mais de 80 colaboradores.